sexta-feira, 17 de junho de 2011

Medicina Ortomolecular

Conheça o tratamento para restabelecer o equilíbrio químico do organismo

Você já deve ter se deparado com uma reportagem das belas atrizes globais, falando sobre seus cuidados com a beleza e saúde e lá pelas tantas viu a palavra ortomolecular. Mas e aí? O que é esse tratamento, ou esse ramo da medicina, que também é conhecido como Medicina Preventiva ou biomolecular que há tempos vem fazendo a cabeças das famosas e as nossas?  O Fatos em Saltos conversou com o Dr. Wilson Menta Junior, especialista na área, e tirou as nossas dúvidas. 
Confira na entrevista:
  
O que é a medicina ortomolecular, e o que a difere das demais?
A Medicina ortomolecular (orto = certo) é um ramo da  medicina com objetivo principal de restabelecer o equilíbrio químico do organismo. Ao contrário da medicina tradicional que trata a enfermidade com drogas estranhas ao corpo, como antiinflamatórios, antibióticos, corticóides etc., a medicina ortomolecular conserva a saúde e trata as enfermidades, variando as concentrações das substâncias que normalmente estão presentes no organismo, como vitaminas, minerais, enzimas e aminoácidos. Esses elementos além do reequilíbrio bioquímico combatem os radicais livres.

Quais doenças podem ser tratadas com a medicina ortomolecular, e qual o tipo de medicação usada no tratamento?
Todas as enfermidades podem ser tratadas com a ortomolecular.  Quase todas as  doenças hoje estão relacionadas com os radicais livres. A base da medicina preventiva é evitar e  neutralizar os radicais livres com uma dieta sadia, desintoxicação dos metais pesados, exercício físico moderado, evitar o  fumo, drogas, equilibrando o sono e o intestino, e suplementando com os nutrientes deficientes.

É eficaz no tratamento da obesidade?
A obesidade é uma doença multifatorial,  e o seu tratamento vai depender de suas causas, como por exemplo, dieta hipercalórica,  alteração genética da obesidade distúrbios endocrino-metabólicos (hipotireoidismo, diabetes).

Como é o tratamento? Existe alguma restrição?
Cada pessoa terá um tratamento diferente dependendo dos seus problemas. Todas as pessoas podem fazer esse tratamento após avaliação clínica e laboratorial, como marcadores tumorais, marcadores de risco cardiovascular, perfil de vitaminas e minerais, perfil hormonal, mineralograma capilar, HBL  e outros exames.
Em seguida faz-se o tratamento começando com uma correção nutricional eliminando toxinas da alimentação, ou seja uma desintoxicação que preveni as enfermidades ou retarda o seu aparecimento.

Para maiores esclarecimentos o Dr. Wilson mantém um site com vários artigos a respeito, é só conferir em www.clinicamedicinapreventiva.com.br

Jeniffer Tavares

1 comentários:

Filipe disse...

Ótima matéria, parabéns pelo blog!

Vou divulgar paras alunas.

20 de junho de 2011 18:33
 

©2009Fatos em Saltos Free Blogger Templates by BTemplateBox.com™| by TNB